LTCAT (LAUDO TÉCNICO DAS CONDIÇÕES DO AMBIENTE DE TRABALHO)

Dependendo das características físicas do ambiente da empresa, pode ser que os funcionários estejam sendo expostos a situações insalubres. Apesar das tentativas de neutralização, nem sempre isso é possível, o que faz com que o colaborador tenha direito a alguns benefícios, como a aposentadoria especial.

É aí que surge o LTCAT. Ele é um laudo que atesta as condições do ambiente de trabalho da sua empresa, descrevendo os agentes nocivos e tecnologias de prevenção utilizadas pelo negócio. Ele serve exatamente para atestar as condições sob as quais os seus funcionários trabalham, para que a Previdência possa avaliar a necessidade ou não de aposentadoria especial para o colaborador.

Entenda a diferença entre LTCAT e PPRA

Apesar de ambos estarem relacionados aos processos de saúde ocupacional das empresas, o LTCAT é muito diferente do PPRA.

O LTCAT é um documento no qual são registrados os elementos relacionados às condições de trabalho às quais os seus colaboradores são submetidos diariamente. Portanto, não tem uma relação direta com as ações de neutralização de riscos ou prevenção de acidentes. É um laudo que relata a realidade dos processos da empresa.

Já o PPRA é a sigla para o Programa de Prevenção de Riscos Ambientais. Portanto, ele não é apenas um documento, mas, sim, um programa estruturado com uma série de ações que visam à busca pela neutralização de riscos ambientais e ao aumento da qualidade do ambiente de trabalho no qual a sua equipe trabalha.

Apesar de ambos estarem relacionados aos processos de saúde ocupacional das empresas, o LTCAT é muito diferente do PPRA.

O LTCAT é um documento no qual são registrados os elementos relacionados às condições de trabalho às quais os seus colaboradores são submetidos diariamente. Portanto, não tem uma relação direta com as ações de neutralização de riscos ou prevenção de acidentes. É um laudo que relata a realidade dos processos da empresa.

Já o PPRA é a sigla para o Programa de Prevenção de Riscos Ambientais. Portanto, ele não é apenas um documento, mas, sim, um programa estruturado com uma série de ações que visam à busca pela neutralização de riscos ambientais e ao aumento da qualidade do ambiente de trabalho no qual a sua equipe trabalha.